17 de agosto de 2009

hoje estou indo de contrastes....




e recortes, porque ainda preciso de permissão para publicar na íntegra esse ensaio, que foi o primeiro trabalho em parceria com o namorado. Quando tiver livre linko aqui.




Quero ir para o Chile.

Quero fotografar São Pedro de Atacama, comer chapaleles e conhecer de perto fotógrafos como esse:






Eduardo tem uma série muito linda chamada 8 La Vida, em que fotografou bailarinos contemporâneos, lindas composições de corpos desnudos com luz natural, em etapas da vida: nacimiento, progresión, amor, el orgasmo, trabajo, sexo, paz, muerte.
Poesia para segundas!

Meu re-encontro com Caio.




Gosto dos possíveis esbarrões, essa semana quem me apareceu numa esquina foi Caio Fernando Abreu e suas sugestões para atravessar agosto que tomaram corpo, bocado de sal, quando Andressa leu em voz alta aqui na sala de casa. Foi o primeiro suspiro. O Caio cara, faz tempo que não leio nada dele. Apenas suspiro.
Mas mesmo que fugisse das belas sacudidas e infindos mergulhos apaixonados. Muito incenso e velas para Oxalá, sábado, enquanto terminava mais um copo de cerveja me deparei com ele, de novo, gritando tudo isso de sinceridade em minhas mãos. Dormi com ele , devorando o livro de Cartas que um amigo havia trazido na mochila. O encaixe não poderia ser mais perfeito, ele virgo com ascendente em escorpião e lua em capricornio, que plantava melissas e angélicas, amava discaradamente, doía mais ainda e passeava entre o adorar e odiar São Paulo, tem sido bastante companheiro.

Achei para download o livro de Cartas e aqui vai o link!!
Recomendo que seja lido com boa música!

14 de agosto de 2009

retalho.

...a famosa encruzilhada de rituais nunca fez tanto sentido visto do alto, do décimo andar, aonde o vento vem com fúria e a fuligem dos carros faz um vedadeiro balé no contraluz!

6 de agosto de 2009

ó:

pra quem não conhece o trampo do Dahmer vale a pena!!

Fetiches de Yasuji



O cara já trabalhou com ninguém mais ninguém menos que Araki e tem como característica principal do seu trampo a submissão e dominação.Ok, são os clássicos fetiches ( dos quais não me interesso muito) mas nesse caso gosto das fotos de Yasuji por carregarem uma certa sutileza e comicidade.

bruta flor do querer...


"Faz-me querer-te bem, querer-te mal
Bem a ti, mal ao quereres assim
Infinitivamente pessoal
E eu querendo querer-te sem ter fim
E, querendo-te, aprender o total
Do querer que há e do que não há em mim"

A música é do Caetano e o mundo, que brilha lindo todo dia no canto da sala, é da série Neon Marginal do Daniel Bernadinelli, .

5 de agosto de 2009

retalhos...

...foi quando deitou ao meu lado, e pacientemente acarinhou meus cabelos.
um pouco de amor é sempre bem vindo.

Um pouco de Ruzz para as quartas.


carta para jonas.



....Deixa as primeiras ondas lamberem teus pés até que a coragem de mergulhar não seja tão pequena, uma hora ela chega numa euforia, mas numa euforia das paixões, que te arrebata, mesmo que haja medo.É um convite honesto. Num momento o pouco de espuma traz carícia e o que antes era imensamente misterioso parece música. É um querer ser mar, de abraço, aconchego e cumplicidade. O mergulho necessário, um pouco de sal e muita felicidade.
Assim sempre te desejo meu amigo.


4 de agosto de 2009

Johanna por Tamagnini.











essa coisa toda de vida, hoje estava folheando um livro de fotografia na Fnac e acabei anotando o nome de Oliver por conta de um nu, mas achei essa série linda dele no site, e coloco aqui algumas das fotos. Poetica do tempo, a arquitetura de um corpo mutante, respondendo a todo o movimento, tema presente no trabalho de muitos e que disperta muitas vezes um estranhamento. Mas a série de Johanna...cada vez mais mulher onça, cada vez mais serena me trouxe certo doce para o fim do dia.

Onde?



via

sobre meu riso.

a felicidade em teu sereno, de mansidão, quentinha, é aconchego, é festejo. E me tinjo, vou cantando, sossego de trança o nosso encontro.




amor...de simples sonoridade amor.