29 de janeiro de 2009

28/01 de dois mil e nove

Ás 23:18 assumo enfim que sofro de ciúmes.Com o pé direito mordido pelas formigas do Imigrantes assumo sentedinha no sofá, no momento há um caldo grosso de ciúmes correndo em meu corpo. É que essa sensação de contorno fino e quebradiço mexe com meu juízo e toda minha organização pateticamente capricorniana.
ai ai.
( desabafo bócó retirado do diário)

Um comentário:

Natália Nunes disse...

eu... eu também sofro.